terça-feira, 6 de novembro de 2018

There's a "big fortified tasting" every year in the heart of London

    When the 2019 b.f.t. or big fortified tasting cycle begins, with the booking opening for exhibitors and all those interested in participating in this important exhibition, which is intended only for professional visitors (on trade, off trade and press), in time to organize and plan next year's activities and agenda, let's get to know a little better this event.

with permission the b.f.t.

    The b.f.t., what is it all about?

    It's an event held annually in the center of London, which began in 2010 and year after year quickly became a huge success. Presently a world reference and the largest show specialized and exclusively dedicated to worldwide fortified wines. A not to be missed exhibition, an excellent opportunity to get to know and learn more about the great diversity and the different fortified wine styles, also to reinforce its notoriety and recognition, positioning and quality, which is always to be valued. This promotion occasion is directed not only to the british market, but also to a much wider scope given the visibility that this show has achieved.
    It is visited by interested people whose purpose is to taste and know this special wines better, without the dispersion and lack of visibility that always happens in the general wine shows that are extended to all wine types.

    This is an event that has as privileged target the professional visitors, connected to areas such hotel and catering, importers, distribution companies, restaurants and sommeliers, wine critics and journalists and general press.


with permission the b.f.t.

    The records that define the b.f.t., last edition message:

    The last b.f.t. was its 8th edition, held last May 2018.
    In order to better understand the b.f.t. current scope, let us consider the following data:

    In the last edition there were a total of 637 registrations, of which more than 400 visited the event;
    Approximately the visitors were divided as follows;
  • 45% off-trade, large wine merchants such as Berry, Bros. & Rudd, Corney & Barrow, as well as other smaller wine merchants as Vintage Wine & Port, Oxford Wine company and retailers such as The Wine Society, Waitrose and Fortnum & Mason;
  • 27% on-trade, restaurants such as "The Fat Duck", "Bar Douro", "Petrus" and "Tate", bars such as "Ritz", "Wine Social & Tapas" and "The Port House", London clubs and university colleges;
  • the remaining 28% was made up of trade and general press (among others, Sunday Times, The Independent, Yorkshire Post, Decanter and Fine Wine Magazine), wine writers and bloggers (including Julia Harding from Jancis Robinson's Purple Pages, Richard Mayson, Alex Liddell and Neal Martin), educators from WSET as well as independent wine educators, restaurant wine list consultants, PR companies and leading London auction houses.
    
with permission the b.f.t.


    The national fortified wine producers in detail

    There was a reasonably strong presence of portuguese producers in the last edition as well as a variety of wine styles, with a wide presentation of the various types of fortified wines produced in Portugal, with a special emphasis on the Madeira wines representation, with the participation of 6 producing and exporting houses, with the fundamental support and co-financing of the IVBAM (Institute of Wine, Embroidery and Handicraft of Madeira) which thus intends to reinforce its presence in the british market that in 2017 was the most important in value for Madeira wine.

    Some Port wine houses have presented in first hand experience their latest 2016 vintage Ports, the most recent classic vintage Port declaration: Quinta das Lamelas, Sandeman, Offley, Quevedo, Barros, Burmester, Cálem and Kopke.


with permission the b.f.t.

     From a total of 290 wines presented at the exhibition (from Portugal, Spain, France and Australia), 206 (about 71%) were wines from portuguese wine producers and were thus distributed:

    144 Port wines, 50 Madeira wines, 9 moscatél de Setúbal wines and 3 other fortified wines, which in turn represented a total of 55 wine brands, 24 Port wine brands, 7 Madeira wine brands, 3 moscatél de Setúbal brands and 1 other wine brand, presented by a total of 43 producers, 18 for Port wine, 6 for Madeira wine, 2 for moscatél de Setubal and 1 for other fortified wine style.

    Besides the wine presentation and tastings, the programe also includes interesting, informative and enriching special tastings with commented presentations, the Masterclasses, which included among others not less interesting, "Niepoort, Dawn of a new vintage", in which Dirk Nieport explained the art of combining the blend of the different components from the same vintage, to create a vintage Port, and "Barbeito: new challenges and projects, from 1981 to 2017", a trip through the different categories and styles of this producer's Madeira wines.


with permission the b.f.t.

    We must also mention that contrary to the commitment of the IVBAM already mentioned, the IVDP (Douro and Port Wine Institute) unfortunately has so far not considered this event as an opportunity to promote Port wine, not so much for the major and renown houses, but above all in supporting the small bottling producers who would have an excellent opportunity here to present themselves and their wines, enriching the Port wine presentation diversity, extending the proposals to other Port wine profiles.

    The same is true for the participation of other portuguese fortified wine producers, some unique and original wines, I remember for example the Carcavelos wine and the incentive and support of the Oeiras City Council, which has done so much to ensure that this historic fortified wine does not disappear.

    The 2019 b.f.t. edition

   In 2019 the main focus of the organization is to increase the number of visitors of the event, which will remain only for professional visitors and not open to the general public and individual consumers, except for the participant's guests.
    The date scheduled for the 2019 edition is April 16th, earlier than previous editions, but so scheduled to ensure  a greater agenda compatibility and so the possibility of more producers being present.

    It is also important to mention that the organization takes into account the special cases of the small producers for individualized solutions of space sharing in the show.


with permission the b.f.t.

    The opinions...

    In the opinion of Óscar Quevedo (Quevedo Port Wine), a participant in the b.f.t. last edition: "participating in the b.f.t. is the best way to get people to taste and display our Port wines to the UK press and buyers. An event immaculately organized and with a huge focus on Port wine. An event for which the IVDP should very seriously consider the organization of a joint participation.".

    Maria Pinto (Quinta das Lamelas/Lamelas Wines), who participated together with another Douro producer, Quinta do Mourão, states that "we are very satisfied with the event, from the organization and visibility to the public invited", and that "we recommend it to other producers, mainly the smaller Douro based producers.".

    "I find it exceptionally good.", Dirk Niepoort.

    "People are coming here already with the frame of mind that they are going to taste fortified wines and I think this is very good news.", Johnny Graham (Churchill's).


   To find out more and register b.f.t. 2019: thebft.co.uk

   The photos of the present publication were kindly provided by the b.f.t. to whom we are grateful.

©hsm

Todos os anos há um "big fortified tasting" no centro de Londres

     Quando tem início o ciclo do b.f.t. ou big fortified tasting 2019, com o anúncio da abertura de inscrições e reservas para expositores participantes e interessados neste importante acontecimento, que se destina apenas a visitantes profissionais (on trade, off trade e imprensa), num momento de planeamento da agenda de actividades para o próximo ano, ficamos a conhecer um pouco melhor esta mostra.

com permissão the b.f.t.

     The b.f.t., de que se trata?

    É um acontecimento que se realiza anualmente, no centro de Londres, que teve início em 2010, e que ano após ano rapidamente se tornou num acontecimento com enorme sucesso, que é hoje uma referência mundial e a maior mostra especializada e dedicada exclusivamente a vinhos fortificados de todo o mundo. Actualmente, é um evento imperdível, uma excelente oportunidade para conhecer e dar a conhecer a grande diversidade e os diferentes estilos de vinhos fortificados, assim como para reforçar a sua notoriedade e reconhecimento, posicionamento e qualidade, o que é sempre de valorizar. Esta oportunidade de promoção vale não só para o mercado britânico, mas também num âmbito muito mais alargado, considerando a visibilidade do evento.

    É visitado por pessoas interessadas e que têm à partida o propósito específico de provar e conhecer vinhos fortificados, sem a dispersão e a falta de visibilidade que acontece inevitavelmente nas mostras mais gerais e alargadas a todo o tipo de  vinhos.

     Este é um evento que tem como destinatários privilegiados os visitantes profissionais, sejam ligados à hotelaria e restauração, importadores e empresas de distribuição, sommeliers, críticos e jornalistas.


com permissão the b.f.t.

    Os dados que definem o b.f.t., a mensagem da última edição


    A última edição do b.f.t., que foi a 8.ª, decorreu no passado mês de Maio de 2018, na Church House, em Westminster, na cidade de  Londres.
   Para se perceber o alcance actual deste acontecimento, consideremos os seguintes dados:


    Nesta edição houve um total de 637 registos, dos quais mais de 400 visitaram o evento.
    Em termos aproximados, a divisão e constituição dos visitantes foi a seguinte:

  • 45% off-trade, grandes comerciantes de vinho do mercado britânico, como por exemplo, Berry, Bros. & Rudd, Corney & Barrow, assim como outros vários importantes comerciantes com menor dimensão como Vintage Wine & Port, Oxford Wine Company e retalhistas como Wine Society, Waitrose e Fortnum & Mason;
  • 27% on-trade, os responsáveis de restaurantes como "The Fat Duck", "Bar Douro", "Petrus" e "Tate", bares como "Ritz" e "Wine Social & Tapas" e "The Port House", clubes londrinos e colégios de universidades;
  • Os restantes 28% foram constituídos por comerciantes e imprensa generalista e especializada (entre outros, Sunday Times, The Independent, Yorkshire Post, Decanter, Fine Wine Magazine), críticos de vinhos, jornalistas e bloggers (por exp., Julia Harding que integra as "Purple Pages" de Jancis Robinson, Richard Mayson, Alex Liddell e Neal Martin), formadores do WSET e outros formadores independentes, consultores de restaurantes, empresas de relações públicas e as principais casas leiloeiras de Londres.
com permissão the b.f.t.

    Os produtores nacionais em detalhe

    Nesta edição houve uma grande presença de produtores e vinhos nacionais, com uma apresentação alargada dos diversos tipos de vinhos fortificados produzidos em Portugal. Uma forte representação dos vinhos da Madeira, com a participação de 6 casas produtoras e exportadoras, com o apoio e co-financiamento fundamental do IVBAM (Instituto do Vinho, do Bordado e do Artesanato da Madeira) que assim pretende reforçar a aposta no mercado britânico, que em 2017 foi o mais importante para o vinho da Madeira em valor.

    Alguns dos produtores de vinho do Porto, apresentaram e deram a conhecer em primeira mão, os seus mais recentes vintages de 2016, a mais recente declaração de Porto vintage clássico: Quinta das Lamelas, Sandeman, Offley, Quevedo Porto, Barros, Burmester, Calém e Kopke.


com permissão the b.f.t.

   De um total de 290 vinhos fortificados em prova (com origem em Portugal, Espanha, França e Austrália), 206 (71%) com origem em Portugal e assim distribuídos:

    144 vinhos do Porto, 50 vinhos da Madeira, 9 moscatel de Setúbal e 3 vinhos fortificados de outros estilos, que por sua vez representavam um total de 55 marcas de vinhos, 24 de vinho do Porto, 7 de vinho da Madeira, 3 de moscatel de Setúbal e 1 de outro estilo de vinho, que foram apresentados por um total de 43 produtores nacionais, dos quais 18 de vinho do Porto, 6 de vinho da Madeira, 2 de moscatel de Setúbal e 1 de outros vinhos fortificados.

    Para além da apresentação de vinhos, a mostra compreende também na sua programação interessantes e instrutivas provas especiais com apresentações comentadas, que constituem as "Masterclasses", entre outras não menos interessantes, registamos "Niepoort, dawn of a new vintage", em que Dirk Niepoort explicou a arte de combinar os diferentes vinhos da mesma colheita para a criação de um Porto vintage, "Barbeiro, new challenges and projects: a view from 1981 to 2017", uma viagem por diferentes categorias e estilos dos vinhos da Madeira deste produtor.

com permissão the b.f.t.

     Temos também que referir que, ao contrário da aposta empenhada e comprometida do IVBAM que já mencionamos, o IVDP (Instituto dos Vinhos do Douro e Porto) até agora não tem considerado e assumido este acontecimento como uma oportunidade para promoção dos vinhos do Porto, não tanto para os grandes produtores de renome, mas sobretudo para o apoio a pequenos produtores engarrafadores que conseguiriam aqui uma excelente oportunidade para se apresentarem e aos seus vinhos, enriquecendo a diversidade e o conjunto dos vinhos do Porto em participação.

    O mesmo se diga de outros vinhos fortificados portugueses, originais e únicos, estou a lembrar-me do vinho de Carcavelos e do incentivo fundamental da Câmara Municipal de Oeiras para que este vinho não desapareça.

    A próxima edição, The b.f.t. 2019

    Em 2019, o principal objectivo da organização é o aumento do número de visitantes, que se manterá unicamente para visitantes profissionais e não aberto ao público em geral e consumidores individuais, excepto para os convidados dos participantes.
    A data prevista para a sua realização é 16 de Abril de 2019, decorrerá na Church House, em Londres. Mais cedo do que tem sido habitual em anos anteriores para corresponder a uma maior disponibilidade de participantes.
    A organização tem ainda em conta os casos especiais de pequenos produtores para soluções individualizadas de partilha de espaços nesta mostra.


com permissão the b.f.t.

    As opiniões...

    Na opinião de Óscar Quevedo (Quevedo Port Wine), participante na última edição: "a participação no b.f.t. é a melhor forma de dar a provar e expôr os nossos vinhos do Porto à imprensa e compradores do Reino Unido. Uma prova organizada de forma imaculada e com um enorme foco no vinho do Porto. Um evento que o IVDP deveria muito seriamente pensar em organizar uma participação conjunta.".

    Maria Pinto (Quinta das Lamelas/Lamelas Wines), que participou conjuntamente com outro produtor engarrafador do Douro, a Quinta do Mourão, refere que "estamos muito satisfeitos com o evento, desde a organização, visibilidade e público convidado", e que "recomendaríamos a outros produtores, principalmente os mais pequenos produtores engarrafadores.".

    "Uma prova excepcionalmente boa", Dirk Niepoort.

    "As pessoas vêm cá com o estado de espírito de que vão provar vinhos fortificados e penso que isso são muito boas notícias.", Johnny Graham (Churchill's).


    Para mais informações e registo: thebft.co.uk


    As fotografias utilizadas na presente publicação foram gentilmente cedidas pela b.f.t, a quem deixamos o nosso agradecimento.



©hsm